Se o convívio de um casal no seu próprio lar já pode ser difícil, imagina na floresta. É isso que vai mostrar o Se Sobreviver, Case, o novo reality do Multishow.

A atração vai contar com quatro casais que, isolados e acampados na Mata Atlântica, vão provar se as adversidades podem ser tão imbatíveis quanto o amor que os uniu, no teste mais extremo de relacionamento já visto. O fim do desafio não dará aos casais um prêmio, mas mostrará quem está ou não pronto para o próximo passo – e maior desafio – da relação: o casamento. Serão 20 episódios exibidos de segunda a sexta, produzidos em parceria com a Floresta, sob direção de Rogério Farah.

Elisabetta Zenatti, diretora geral da Floresta, conta sobre os diferenciais da atração: “Estamos muito orgulhosos de estrear este novo formato no Multishow. É um reality contemporâneo, de observação de comportamento e com uma grande identificação com o público. Quem nunca quis ter a oportunidade de testar os limites do relacionamento a dois antes do casamento? Gravar esta temporada foi uma experiência excitante para toda a equipe e estamos muito felizes com o resultado!“, completa Zenatti.


Os casais escolhidos para participarem do desafio são pessoas comuns, sem nenhum tipo de preparo ou treinamento, em diferentes estágios do relacionamento. Mas todos compartilham da mesma vontade: se casar. Logo na estreia, eles se despem das roupas, suas últimas barreiras de proteção. Eles recebem uma caixa com itens básicos que os acompanham durante todo o programa. Diariamente reabastecidos com esses artigos, os casais também precisam racionar seus recursos e, a qualquer momento, podem receber a missão de se separar do parceiro e trocar de acampamento para fazer escambo com os vizinhos.

Neste momento, precisam definir juntos qual item tentarão negociar com o outro casal. Para a realização do escambo, eles eventualmente dormem no abrigo vizinho, com um membro de outro casal, com quem não têm intimidade e precisam se adaptar e dividir afazeres durante uma breve convivência. Conflitos de relacionamentos surgem a partir de comparações com os outros pares e a fidelidade é colocada à prova.

Expostos e entregues a um desafio extremo de relacionamento, os participantes têm as forças de seus romances submetidas a provas de resistência amorosa e emocional dia após dia. Em “Se Sobreviver, Case”, os casais decidirão se estão prontos pra casar após sobreviverem – ou não – à convivência nesse contexto radical na Mata Atlântica.

Sobre os casais:

Layra e Viviana: Moram em Bauru, São Paulo. Com dois anos e oito meses de namoro, toparam o desafio do “Se Sobreviver, Case”. Ambas trabalham na área da saúde – Viviana tem 36 anos e é enfermeira, e Layra tem 23 e atua como técnica de enfermagem. O que as uniu é o gosto por proteger e cuidar. Viviana é vegetariana e Layra é vegana.

Paula e Renato: Em um relacionamento de oito meses, toparam o desafio por se sentirem prontos para oficializarem a relação. Enquanto Paula, de 33 anos, trabalha com gestão de projetos e terapia holística, Renato, aos 37, é fotógrafo de moda e publicidade. Ambos moram em São Paulo, capital.

Sayuri e Wender: Ela mora em Santo André, na Grande São Paulo, e ele em São João Del Rey, em Minas Gerais. Em um namoro à distância de um ano e oito meses, alteraram a dinâmica de sua relação para o convívio íntimo na floresta. Sayuri tem 30 anos e Wender tem 38 anos. Ela é life coach e ambos são hipnoterapeutas.

Vitória e Stefano: Toparam o desafio vivendo um relacionamento aberto e à distância há um ano e 9 meses. Vitória é estudante de odontologia, tem 25 anos e mora no Rio de Janeiro. Stefano é modelo – já fez campanhas publicitárias – e comerciante, tem 29 anos e mora na cidade de São Paulo.

Tatiana Costa, diretora do Multishow, conta que a atração é o grande destaque entre as novidades do canal neste ano. “O reality faz parte da programação do Multishow há muito tempo e estamos animados com mais essa estreia. Se Sobreviver Case será lançado em um período em que todos os casais, de alguma forma, estão passando por testes de relacionamento. O programa vai trazer uma narrativa novelesca, focando na relação entre os casais e nos conflitos que inevitavelmente surgem quando a união é colocada à prova: eles vivem situações como passar a noite com outro e têm que tomar decisões difíceis em conjunto com o parceiro, mesmo nos momentos mais extremos“, explica.