O último sábado foi marcante para a família da ex-miss e Jornalista Phyllis George, pioneira nas transmissões esportivas feitas por mulheres. A comunicadora faleceu aos 70 anos por conta de um problema sanguíneo.

De acordo com a KKTV, ela estava internada em  um hospital de Lexington, em Kentucky, nos Estados Unidos. Ao longo da carreira, ela ficou bastante conhecida por apresentar o programa ‘The NFL Today’, que tratava sobre a liga profissional de futebol americano.

Além disso, Phyllis foi Miss América em 1971. A carreira na TV começou em 1974, quando entrou para o programa de pegadinhas “Candid Camera”.

Morre jornalista pioneira na área esportiva e filhos lamentam

“Para muitos, mamãe era uma mulher incrível por seus feitos e por ser uma pioneira nas transmissões de esportes, por ser a 50ª Miss América e por ser uma dama. Mas isso tudo foi antes de nascermos e não como vimos ela, como nossa mãe”, disseram os filhos Lincoln Tyler George Brown e Pamela Ashley Brown, em comunicado.

Os herdeiros da comunicadora ainda definiram a mãe como uma pessoa extraordinária. “Para nós, ela foi a pessoa mais incrível que poderia se pedir, e são as muitas qualidades que ela não mostrava em público, especialmente contra adversidades, são os símbolos do quanto ela era extraordinária.”

Nas redes sociais, a morte da jornalista também foi sentida. Muitos fãs usaram a tag com o nome da comunicadora para lamentar a partida de Phyllis George. O presidente Donald Trump usou o Twitter para enviar uma mensagem à família.

“Phyllis George era uma ótima pessoa e uma verdadeira pioneira para as mulheres na televisão. A NFL não poderia ter feito uma ‘escolha’ melhor quando escolheu Phyllis como a primeira mulher a representá-los. Além disso, uma maravilhosa primeira-dama de Kentucky como esposa do governador John Y. Brow. Que Phyllis descanse em paz. Mais condolências à sua amada família”, escreveu ele.